Vida e Missão neste chão

Bem-vindos/as em Açailândia! Somos irmãos missionários, religiosos e leigos/a, caminhando com o povo maranhense. Ser padre aqui significa assumir os desafios e os sonhos das pessoas e da natureza que geme nas dores de um parto. Esse blog é uma tentativa de partilhar a caminhada e levantar perguntas: o que significa missão hoje? Onde mora Deus?
Vamos dialogar sobre isso. Forte abraço!
E-mail: padredario@gmail.com; Foto: Marcelo Cruz

giovedì 22 dicembre 2016

Em fila, esperando o Natal



Nunca gostei de ficar numa fila.
Dá aquela sensação de perda de tempo, falta de respeito e humilhação de quem, por uma necessidade ou outra, precisa se submeter à desorganização ou desinteresse da instituição ou empresa de turno.

Nosso povo parece ter-se acostumado às filas. Nelas, perde-se a individualidade, o rosto e a história de cada um. Somos usuários, clientes, lista anônima de gente, em ciclos de vida e de consumo urbano que nos despersonalizam.
Cada pequena comunidade, de fé ou de luta (que afinal é a mesma coisa), é a tentativa de substituir a fila com o círculo, na prática da celebração, da escuta recíproca e da solidariedade com os últimos.

Nos dias passados, porém, fiz questão de entrar numa fila, e a saboreei passo a passo. Era a fila da despedida de dom Paulo Evaristo Arns.
O cardeal dos direitos humanos, defensor de muitos perseguidos pela ditadura militar, pobre com os pobres, traduziu a teologia da libertação em opção pelas periferias e as pastorais sociais.
Faleceu após 95 anos de vida apaixonada, lúcido e vigilante até o fim em defesa da democracia e dos pequenos.

Estava sendo velado na Catedral da Sé, e a fila começava lá no fundo da praça, para chegar devagarzinho até o altar. Uma fila em que todo mundo era igual: algumas pessoas de terno e gravata, mas muito mais gente simples. Podia-se imaginar as feridas da vida que alguns deles carregavam, e a gratidão pela existência de uma pessoa que os fez sentir defendidos e valorizados. “Nós existimos”, parecia gritar aquela multidão, e sua ocupação da igreja da Sé se tornava apelo, profecia, anseio por uma Igreja realmente dos pobres e em saída.

Um senhor negro, curvado pelos anos, com uma jaqueta de veludo marrom elegante em sua simplicidade estava também na fila, buscando homenagear dom Paulo. Fazia-se ajudar na caminhada por dois jovens, provavelmente seus netos, um à esquerda e outra à direita. Imaginei o tanto de história que esse homem carregava... Como é bonito ver dois idosos que se encontram, resgatando memórias de dignidade e de vida. E esperar que essa história se transmita aos mais jovens, na fila sem fim das gerações.

Eu também entrei na fila humildemente, pedindo a sabedoria, a paixão e o Espírito de dom Paulo. Essa longa linha de gente que atravessava a praça central de São Paulo mostrava quanto precisamos de testemunhas inspiradoras, coerentes e dignas. Num momento político de mediocridade, num contexto cultural de precariedade, escolhas voláteis e valores temporários, esse homem pequeno foi semeado como raiz no marco zero da cidade.

Colocar-se em fila, nesse caso, foi esperar um encontro, andar juntos na direção de uma luz.
É uma imagem bonita da preparação ao Natal, é o que desejo a cada amigo e amiga que caminha comigo.

2 commenti:

Denise Pereira ha detto...

Padre Dario,eu também gostaria de ter ficado nessa fila. À distância, fiz minha respeitosa despedida. Abraços. Denise

João Luiz Pereira Tavares ha detto...

Deixo para vocês avaliarem o resultado dos programas do PT: 

1.
Pagamento da dívida externa com o FMI, o PT converteu a dívida externa em interna quem ganha com juros abusivos são os banqueiros, maiores que os cobrado pelo FMI. 

2.
Salário mínimo: a inflação e o dólar comeram. 
¿COMPREENDEU?... ¿Compreendeu mesmo?

3.
O Brasil estava entre as maiores economias do mundo e quem ganhava eram os ricos. 

4.
Bolsa família , foi o FHC quem instituiu, os PTistas dizem que é projeto deles.
FHC: odiado pelo PT. O PT só fala nele... Só pode ser amor enrustido.

5.
Prouni somente para escola particular não pagar imposto. 

6.
Luz para todos ( RESPONDA: ¿Por que utilizar a palavra "PARA TODOS", na publicidade? Pergunto: ¿é para "TODOS", mesmo? Mesmo??...). E o preço da luz é aos olhos da cara e o programa petista «Farmácia Popular» fechando todos os dias.

7.
Apenas 214 escolas técnicas para um país continental com mais de 200 milhões de habitantes.
Aqui não tem trouxa.

8.
Apenas 18 universidades públicas com baixo nível de qualidade e permitiu milhares de universidades particulares "de esquina" sem as mínimas condições de funcionarem. Uma agiotagem escolar para empresários se fartarem de lucros.

9.
Toda a breguice, baranguice e cafonice cultural divulgada pelo Brasil em 13 anos. O nível cultural do brasileiro caiu demais nos últimos anos, durante o Governo do PT. A educação geral também. O Brasil é um país grosseiro...

10.
Os PTistas disseram que há 5 milhões de jovens pobres e negros na universidade, alguém acredita? 

11.
Dizem mais, 40 milhões que saíram da miséria o que é uma mentira deslavada, peço a eles fonte e comprovação e eles silenciam. (as vezes os Ptistas dizem 22 milhões... !?. entenda essa gente.)*
E mais, apelam, 38 milhões na classe média a 1000 reais? Tá brincando!*
*Somem agora os 40 mais 38... Eles estão vendendo ilusões, não é real.

12.
PAC fonte de corrupção e obras inacabadas por todo o Brasil. 

13.
O déficit habitacional era de 7 milhões antes do "minha casa minha vida", a dilma diz que fez 1,5 milhões de moradias e por incrível que pareça o programa incentivou a especulação imobiliária e o déficit voltou a ser 7 milhões, novamente. Que "programão" ingrato é esse? 

14.
Também com a saúde que é um caos, se não tivesse uma ambulância, seria o mico, e 2132 ambulâncias para 789 municípios é muito pouco. O Brasil possui 4000 municípios, isso é esmola. 

15.
Onde será que foi parar o grandioso orçamento da saúde (segundo o PT, 106 bilhões), se a saúde está lixo, como no século XIX. Os PTistas querem enganar quem?

16.
E a educação? Um caos. Pátria Educadora é o fim da várzea. A Dilma é realmente uma brega.

17.
Vamos falar da "Vale do Rio Doce, Samarco?" Um acordo favorável aos interesses da corporação empresarial. [Segundo Dilma, não é «SAMARCO» não... Pra ela: é «SÃO MARCOS»...].

18.
E o desemprego? Está por volta dos 10 a 12 milhões de pessoas.

19.
A classe trabalhadora paga a conta da crise GERADA -- apenas, só e somente -- por longo Governo do PT, em anos anteriores. PT: essa merdinha e picaretagem de gente velha e idiota. Mesmo que seja cancioneiro, mesmo que seja de universidade.

20.
Os petistas (todos. Sem excessão) seguem uma religião de fé e dogma. Acreditam em deusa: a divindade brega deles cujo nome é a «Coração Valente©» de João Santana [santa criada pelo bilionário -- virgem que jamais cometeu nenhum desvio. O bilionário Santana agora está preso pelo MORO. Moro esse que a religião ensina que é uma intidade do Mal... rsss] era uma deusa gorda. Tem variados dogmas que aprendem em blogs de fé (uma espécie de "igrejinha") e repetem ad infinitum: «fascista»; «foi golpe»; «20 milhões da pobreza»; «Estados Unidos, o Império»; «sem crime de responsabilidade»; «Pronatec»; «é gópi, é gópi, é gópi»; «mídia hegemônica» [uma espécie de demoninho ou capetinha muito, mas muito perigoso para a religião]; «PiG»; «fora temer» [mantra cantado]; esse dogma aqui DE TODOS é dos melhores: «LUZ para todos» [rssss] etc. etc. etc. etc. etc.